20 de jul de 2014

É sempre amor

[ reblog ]   http://umcadernoverde.blogspot.com.br/2011/08/sobra-tanta-falta.html 

A conta da saudade, quem é que paga? Essa Saudade de chumbo.
Sabe quando você ouve uma música pela milésima vez, mas é como se fosse a primeira.
Aquela música que você até sabia que era bonita, mas nunca tinha entendido todos os acordes com o coração.
E parece que a gente conhece os mais íntimos segredos e amores de quem a escreveu, é como se fossemos amigos de confidências, chorando as próprias desventuras ao sons de suas letras.
Sei que incerteza traz inspiração, E a tristeza parece poesia, e espero que eles saibam que seus amores e desilusões embalam e inspiram os nossos, e que não são poucas vezes que roubamos seus versos e transformamos na 'nossa música', e até demos elas presente.
Falta tanta coisa na minha janela, como uma pedra....

[ /reblog ]

Mas dessa vez é com outra música...

Um comentário:

Eloiza Muniz Capparros disse...

Simplesmente AMO essa música. E ela já fez parte de uma importante fase da minha vida. ;)